Tablet Surface terá 30 jogos no lançamento, diz Microsoft

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Tablet Surface terá 30 jogos no lançamento, diz Microsoft

Mensagem por mateus em Qua 27 Jun - 22:05



O tablet Surface, da Microsoft, é o aparelho da empresa que tenta levar o conceito do sistema operacional Windows 8 para dispositivos com tela sensível ao toque. Saindo atrás da concorrência em quase dois anos, a empresa sabe que, para ter sucesso no mercado, precisa de aplicativos e, claro, games de qualidade
.
Não é à toa que o Microsoft Studios, responsável pelo desenvolvimendo dos grandes jogos do videogame Xbox 360 como "Gears of War", da Epic Games, "Halo", da 343 Industries, "Forza", da Turn 10, entre outros, está criando jogos para a plataforma.

Alguns deles já virão instalados no Surface, conta Phil Spencer, vice-presidente do Microsoft Studios, em entrevista exclusiva ao G1. "Muitos pensam que fazemos jogos apenas para o videogame", afirma. O primeiro modelo do tablet da Microsoft que rodará o sistema Windows RT deve chegar às lojas entre setembro e novembro deste ano.

Spencer afirma também que a empresa aposta no Surface usando a tecnologia SmartGlass, que leva informações de games e de programas de TV para tablets e smartphones por meio do serviço on-line Xbox Live. Ele afirma que o Brasil está na trajetória deste lançamento, que quer mostrar ainda mais que o videogame Xbox 360 não serve apenas para games.

G1 - A divisão Microsoft Studios está trabalhando em jogos para o tablet Surface? E para a plataforma Windows Phone 8?

Spencer disse ao G1 que Microsoft Studios desenvolve games para todas as
plataformas da Microsoft

Phil Spencer – Sim. Nós somos o principal estúdio para todos os games da Microsoft, sejam eles no Xbox 360, no Windows, no Surface ou no Windows Phone 8. Muitos pensam que fazemos jogos apenas para o videogame.

Lançaremos mais de 30 jogos na estreia do Windows 8. Eles são desde jogos casuais até para gamers mais exigentes. Eles foram desenvolvidos pensando em usar a interface Metro [que usa tela sensível ao toque] e estarão disponíveis na loja virtual Windows Store. Em aparelhos que serão lançados com o sistema operacional, como o Surface, alguns destes jogos virão pré-instalados.

O Windows é uma plataforma forte e há games de grande sucesso para ela como “League of Legends” e “Diablo III” e nós como estúdio “first party” [feitos pelo estúdio] investiremos esforços nela. O mesmo vale para a plataforma Windows Phone. Já temos mais de 100 jogos criados para ela e manteremos este foco porque sabemos que nossos consumidores querem games bons para jogarem em seus smartphones. Este é um dos motivos pelos quais eles compram nossos produtos.

G1 - Trabalhar no Surface ou no Windows Phone é um trabalho muito diferente?


PS – Quando comecei a trabalhar na Microsoft há mais de 24 anos, lembro que games como “Flight Simulator” e “Age of Empires” estavam muito ligados ao Windows. Quando lançamos o primeiro Xbox, nossos estúdios se voltaram para criar games para o novo aparelho. Isso fez com que o foco no Windows fosse reduzido. Agora, quando olho para a organização do Microsoft Studios, vejo que o suporte para o Windows aumentou novamente. Com a tecnologia SmartGlass, a linha entre o Xbox 360 e o Windows ficará ainda menor, conectando as duas plataformas.

Um dos jogos que apresentei na [feira de games] E3 foi o “Ascend”, e ele é interessante porque sua tecnologia permite que ele rode ao mesmo tempo no Xbox 360 e nos smartphones com sistema Windows Phone. Você pode estar jogando on-line no Xbox 360 contra alguém que está jogando a mesma partida no celular, tudo usando o serviço Xbox Live.

G1 - Como a tecnologia SmartGlass será usada nos próximos jogos do Xbox 360?


Com 'Smartglass', interatividade da TV chega a tablets e celulares

PS – Hoje, as pessoas em casa têm diversos aparelhos e eles fazem parte do que elas consomem de entretenimento. Acho que o [serviço] Xbox Live é uma oportunidade única para usarmos o SmartGlass e conectar todas estas telas, criando uma experiência única.
Aqui no Microsoft Studios, procuramos usar esta tecnologia e integrá-la em todos os aplicativos e jogos que lançaremos no futuro. Obviamente, muitos dos jogos que chegarão neste final de ano não suportarão totalmente o SmartGlass. Mas nosso plano é dar suporte total para o recurso nos jogos “first party”. O interesse dos estúdios “third party” [de fora da Microsoft] foi muito grande depois da E3. Então, esperamos que eles também usem o SmartGlass, dando ao usuário mais informações e mais interação com os jogos.

G1 – Você pode citar algum exemplo?


Aplicativo 'Halo Waypoint' é um dos exemplos que o SmartGlass pode usar para games

size=18]PS[/size] – Lançamos há algum tempo para os jogos da série “Halo” o aplicativo “Halo Waypoint”, que pode ser acessado em diversos dispositivos para obter informações sobre o desempenho do jogador em partidas pela internet. Logo após o lançamento de “Halo: Anniversary”, lançamos o app “Halo: Atlas”, que permite que os jogadores vejam em tempo real no mapa onde estão seus colegas de equipe.

Enquanto você joga pela internet, você vê no seu telefone ou tablet o mapa com a posição dos seus colegas em tempo real, onde estão os itens, podendo ajudá-los. Isso não interrompe a experiência de jogo para ver o mapa. Isso é o que podemos usar com o SmartGlass.

Eu tenho duas filhas e elas assistem TV com telefones e laptops, procurando informações sobre estes programas e compartilhando estas informações. O SmartGlass pode ser usado para não interromper a experiência de ver o programa de TV, usando estes outros dispositivos para dar mais informações sobre o que se está assistindo.

G1 – A tecnologia já tem previsão de chegar ao Brasil?

PS - Lançaremos SmartGlass no final do ano [nos Estados Unidos]. O Brasil é um mercado muito importante para nós, mas não tenho uma data específica para o país. Queremos lançar a tecnologia o quanto antes possível.

G1 – Como fazer com que outras desenvolvedoras usem o SmartGlass?

PS – Normalmente usamos nossos estúdios internos como exemplo. Quando lançamos o Xbox Live, as pessoas tinhas dúvidas de como conectar consoles para partidas pela internet. Lançamos jogos como “Halo”, “Project Gotham Racing” e outros que usavam o serviço e criamos um mercado com demanda dos consumidores. O mesmo fizemos com o Kinect. Assim, os estúdios souberam como ele funcionava, viram o resultados positivos e decidiram criar seus produtos para o serviço.

Temos que ser os primeiros a adotar nossa própria tecnologia para deixa-la cada vez melhor e mostrar bons exemplos para os outros e fazer com que eles usem. Vimos que a Ubisoft usa o Kinect em “Splinter Cell” e a Electronic Arts, em “Fifa 13”. Acredito que eles usarão o SmartGlass em seus games também.

(OBS):Alguns destes games podem ser pré-instalados no tablet da empresa.
G1 entrevistou Phil Spencer, vice-presidente do Microsoft Studios.

Fonte: G1, em São Paulo, Gustavo Petró

_________________
cheers cheers cheers cheers cheers cheers cheers cheers cheers
avatar
mateus

Mensagens : 89
Pontos : 147
Data de inscrição : 07/10/2010
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum